Representante das Categorias: Casas Lotéricas, e de Jogos autorizados. Bingos Jogos Eletrônicos e Cyber Lan House Revendedores Lotéricos, Administração, Distribuição e Comercialização de Jogos e Loterias  Locadores de Bens Móveis - EXCETO:  Locação de Veículos, Fitas de Vídeo, Quadras Esportivas, Equipamentos e Maquinas para Terraplenagem e Construção Civil do Estado de São Paulo.
Página InicialQuem SomosDiretoria Convenção Coletiva ContribuiçõesConvêniosFale ConoscoJornal do SincoespBusca No Portal 
  Página Inicial  Notícias*  Notícias Lotéricas  Entendendo as devoluções de bilhetes da Loteria Federal
Visite:

.
Entendendo as devoluções de bilhetes da Loteria Federal
Data 24/07/2017 12:50:54
Autor sincoesp
Acessos 1016
 



Recebemos relatos nas últimas semanas de alguns empresários que vêm enfrentando dificuldades na hora de fazer a devolução de seus bilhetes da federal. Ainda que isso possa eventualmente ser causado por algum problema no sistema, acreditamos que o motivo possa ser uma confusão quanto ao funcionamento desse sistema de devoluções. Portanto, explicaremos abaixo em 6 passos detalhados exatamente como funciona o processo de devolução dos encalhes. Sabemos que a maioria dos empresários lotéricos já conhecem o procedimento, mas divulgamos a informação a fim de esclarecer eventuais dúvidas:

1) É preciso diferenciar duas coisas: bilhetes inteiros e frações. Os bilhetes inteiros são as cartelas que recebemos contendo 10 frações menores, que podem ser vendidas separadamente.

2) Toda devolução é calculada em cima do total de bilhetes inteiros. As frações isoladas não são levadas em conta no processo.

3) Existem devoluções autorizadas no valor de 5% e outras de 8%. O Sincoesp sempre divulga aqui nesta página o valor autorizado para cada extração.

4) O empresário lotérico, portanto, deve realizar o seu próprio cálculo em cima do valor total de bilhetes inteiros que este recebe a cada extração. Vamos ver dois exemplos práticos: 

Empresário 1: Recebe 20 bilhetes inteiros por extração. Na ocasião de uma devolução autorizada no valor de 5% ele poderá devolver 1 bilhete inteiro (pois 5% de 20 é igual a 1).

Empresário 2: Recebe 25 bilhetes inteiros a cada extração. Na ocasião de uma devolução autorizada no valor de 8% ele poderá devolver 2 bilhetes inteiros (pois 8% de 25 é igual a 2).

5) No entanto, este cálculo é feito em cima dos bilhetes que você recebe a cada extração. Isto não significa, necessariamente, que o empresário terá condições de realizar esta devolução em todas as extrações, caso não se planeje para isto. Veremos mais alguns exemplos práticos:

Empresário 3: Recebe 40 bilhetes inteiros a cada extração. Portanto, na ocasião de uma devolução autorizada de 5% ele teria direito à devolver 2 bilhetes inteiros (pois 5% de 40 é igual a 2). Contudo, este empresário pode acabar vendendo frações de todos os seus 40 bilhetes de uma determinada extração e na ocasião da devolução ele não possuirá 2 bilhetes inteiros para realizar a devolução. Deste modo, ainda que ele possua 20 ou mais frações consigo, não poderá fazer a devolução, pois só é possível devolver bilhetes inteiros.

6) Por fim, lojas que recebem cotas muito pequenas de bilhetes não conseguem fazer devoluções. Por exemplo, uma loja que recebe 3 bilhetes inteiros por extração jamais conseguirá realizar uma devolução, pois 5% de 3 é igual a somente 1 fração e meia, ou seja, está bastante distante de completar um bilhete inteiro e realizar a devolução.
 
Seja o Primeiro a comentar.
 
© 1975 - 2018 - Sindicato dos Comissários e Consignatários do Estado de São Paulo
Todos os direitos reservados. As informações estão sujeitas a alterações.
Logotipos e Marcas Registradas são de Propriedade da Empresa Correspondente.